12/23 – O Canto das Sereias

Fatores limitantes

“Sinto como se tivesse um cordão me apertando a garganta. Tenho dificuldade para engolir e, com freqüência, me engasgo. Sofro de incômoda indigestão e de constante acidez estomacal. Os médicos não definiram um diagnóstico para esses sintomas; apenas prescrevem remédios para amenizá-los. Por orientação de amigos, fiz consulta espiritual com um médium que promove tratamento de doenças incuráveis. Recomendaram-me uma intervenção cirúrgica a cargo de médico do plano astral. Como devo me comportar? Tenho receio de estar sendo iludido e
expondo minha saúde em risco.”


Expandindo nossos horizontes

O ideal supremo da moralidade grega era conhece-te a ti mesmo.

Esse ideal foi proclamado numa epígrafe colocada no frontal do templo de Apolo, em Delfos. Foi adotado por Sócrates e pelos maiores filósofos gregos e, na atualidade, é muito utilizado pela psicologia moderna como requisito na conquista do equilíbrio pessoal.

Inúmeros mitos revelam a complexidade da luta íntima vivida pelas criaturas, como, por exemplo, as tendências ao fascínio, isto é, a necessidade de enganar a si próprias ou a outras pessoas, por falta de total compreensão de si mesmas.

Pode-se dizer, com certa relatividade, que os mitos podem significar a análise do conteúdo real dos acontecimentos, ou os sentimentos envolvidos nesses mesmos fatos.

Nas rijas encostas dos penhascos à beira-mar, as sereias se arrastavam com dificuldade; a presença delas era anunciada por um murmúrio melodioso que chegava ao coração dos marinheiros.

As sereias eram apenas três, mas confundiam os homens como se fossem muitas. Filhas de Aquelôo, deus-rio, e de Calíope, habitavam uma ilha vizinha do cabo Pelore. Para ouvi-las melhor, os navegantes expunham o corpo impensadamente sobre as águas, tentando alcançar a fonte de tão fascinante canto.

Caíam no mar, suas embarcações despedaçavam-se contra os rochedos; seus viveres, utensílios e tesouros desciam para as profundezas do oceano. Diz a lenda que durante séculos as fascinantes cantigas das sereias desviaram os homens de seus caminhos.

Você só se tornará saudável quando começar a se auto-observar e a certificar-se de que é o agente de seus pensamentos, ações e reações. Quando se tornar um espectador imparcial de tudo o que ocorre dentro e fora de você, chegará à conclusão de que está forjando sua misteriosa doença.

As pessoas não criam intencionalmente um sintoma; sua motivação é inconsciente. Em diversos casos, o paciente escolhe uma determinada moléstia porque ela representa a melhor simbologia para o mal que o golpeia.

Por definição, as percepções são o portal da alma. É através delas que você se liga ao mundo exterior, e como resultado passa a compreender melhor tudo o que acontece em seu íntimo.

Se quiser findar essa longa crise turbulenta, deve aprender a ficar aberto e receptivo a todas as suas emoções – origem de seu sintoma pungente. Seus sentimentos devem ser expressos, quer dizer, dirigidos para fora, não para dentro.

São considerados inadequados tanto o ato de conter-se como o de exceder-se na demonstração dos sentimentos. O ideal será aprender a equilibrá-los e a lidar mais conscientemente com seu mundo interior.

Certas agitações da alma atrapalham a capacidade do ser humano de “ingerir”. Há coisas da vida que não se pode e também não se quer “engolir”. A ingestão compulsória pode causar uma sensação de estrangulamento e muitas horas de amargura.

Existem questões que ficam engasgadas – verdadeiros nós na garganta. Isso está entalado em mim é uma frase comumente usada na dor oculta; mostra a relação entre os processos orgânicos e os somáticos.

É preciso que você aprenda o que deve e pode aceitar em seu reino interno. A Medicina Espírita é uma realidade incontestável. Equipes de médicos e cientistas de várias nacionalidades já provaram a eficiência da mediunidade de cura em casos de enfermidades irreversíveis.

Intervenções cirúrgicas sem anestesia beneficiaram inúmeros casos drásticos e considerados insolúveis pela medicina convencional. Porém, há diferença entre mediunismo e Medicina Espírita.

Esta última é racional e lógica, extingue sem alarde as chagas secretas. Os médiuns que a ela se submetem auxiliam nas pesquisas necessárias para o esclarecimento dos fenômenos que com eles ocorrem e também nos estudos de natureza científica que regem essa terapêutica.

As sereias podem estar cantando para você. Liberte-se dessa escravidão que costuma não ser admitida – as amarras da sedução.

A verdade esparge luz onde mora o engano.

Não se prenda ao maravilhoso, ao curandeirismo e às promessas fascinantes que o induzem a uma solução imediatista. É entre as sombras espessas do querer tudo fácil que ficam os estigmas do sofrimento.

Perceba o visível como uma “forma de condensação” do invisível e, assim, poderá decifrar o seu significado. Pergunte a si mesmo: o que está acontecendo em minha vida que não estou querendo ver ou admitir? Por que razão estou nesta trilha escura? Tranquilize-se.

A noite espera o dia, a árvore o fruto; espere a paz entre as plantações do amor. Talvez não saiba, mas o remédio para lhe restaurar as chagas do coração fatigado vem da farmácia da vida – dentro de si mesmo.

Conviver e Melhorar
FRANCISCO DO ESPÍRITO SANTO NETO
Ditado por Lourdes Catherine e Batuíra

A busca pelo desenvolvimento, o autoconhecimento…


– Próximo –
13/23 – Bem-querer

Anúncios

Sobre Alexandre de Castro

Ser Humano que busca obter êxito ao praticar o altruísmo, pois aprendi que, apenas mantenho o que Dele recebo, quando compartilho com o meu igual: Você.
Citação | Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

You are free to comment

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s